André Rodrigues

Sou apaixonado pela vida, família, amigos e Deus acima de tudo.

  • Paty very good. Aniversário de 11 anos da Ana Clara. Amor eterno! Parabéns Mãe! kit completo agora o bicho vai pegar 😆 Juju

Archive for the ‘Artigos’ Category

História grega sobre Sísifo Albert Camus (1913-1960).

Posted by André Rodrigues em 15/05/2011


Existe uma história grega sobre Sísifo Albert Camus (1913-1960): Sísifo está sendo punido pelos deuses, ele tem de levar uma pedra muito pesada ao topo de uma montanha assim que ele chegar ao topo, cansado, suando e sem fôlego por ter carregado a pedra a pedra escorrega de seus dedos e volta a cair lá embaixo, no vale. Sísifo volta a descer, e sobe com a pedra para o topo da montanha, e a mesma coisa acontece novamente e segue acontecendo de novo e de novo. Eles tinham pensado, com as suas razões, que não existe punição mais terrível do que o trabalho inútil e sem esperança. Este mito até hoje desperta uma bela mensagem de determinação e otimismo em meio à contradição da insensatez de um cotidiano, muitas vezes, monótono, fútil e inútil.

O Mito de Sísifo traz em si um conteúdo muito aproveitador para todo homem e mulher que buscam, na espiritualidade, alcançar a paz e a felicidade que dão sentido à vida. Mas, muitas vezes, essa felicidade e essa paz são buscadas no mundo material e, assim, jamais podem ser alcançadas. Nesses casos, apenas quando a procura pela felicidade material levar uma pessoa a passar por sua impossibilidade é que a busca espiritual começa.

Anúncios

Posted in Artigos | Leave a Comment »

Estou sempre lutando contra um pecado especifico mas continuo caindo, luto resisto mas ao final acabo pecando deliberadamente. Sou um caso perdido?

Posted by André Rodrigues em 18/02/2011


Você só seria um caso perdido se você peca e não quer se levantar, Jesus um dia disse assim: “pois ainda que o justo caia sete vezes, tornará a erguer-se.” Pv 24:16 Certo dia alguém perguntou a Jesus quantas vezes devo perdoar meu irmão? Disse Jesus: “Não até sete, mas até setenta vezes sete.” Mt 18:22 Jesus não estava dizendo: Você precisa levar um caderno para anotar quantas vezes essa pessoa te ofendeu para você perdoar. O que Ele estava dizendo que você precisa perdoar quantas vezes teu irmão te ofender. Agora si Jesus pedi isso da gente ele estará disposto a perdoar agente, quantas vezes for preciso nós perdoar. Eu compreendo sua luta interna de alguma maneira a tua natureza pecaminosa esta bem viva dentro de você, não adianta lutar com a tentação sozinho, alimentando a natureza pecaminosa, peça a Deus, suplique a Deus, faça planos para mudar seu cardápio mental, mude as coisas que você lê as coisas que você assisti e as coisas que você ouvi. Esforça-se para alimentar mais a natureza de Cristo, você é uma pessoa maravilhosa e sincera com seus erros com suas caídas com seus fracassos com suas derrotas, você não é o guerreira que aceita a derrota e fica parado olhando sem fazer nada,  você é o guerreiro que mesmo sangrando se levanta e vai, e volta a cair, e volta a levantar, e voltar a caminhar. Se Deus te encontra você nessa luta caminhando machucado, sangrando, levantando mancando, mas continua na caminhada, com toda certeza a coroa da vida e da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda. 2Tm 4:8 Se tiver que levantardez vezes LEVANTA , se tiver que levantar quinhentas vezes LEVANTA, se tiver que levantar um milhão de vezes LEVANTA, mas pelo que você mais queira não fique caído nunca, mesmo que o diabo venha e diga: “não adianta levantar.” LEVANTA. No reino do céus não estarão os que nunca caíram, estarão os que mesmo tento caído, acreditaram em Jesus se levantaram e continuaram caminhando.

Posted in Artigos, ARTIGOS E REFLEXÕES | 1 Comment »

Desejos da Alma.

Posted by André Rodrigues em 02/02/2011


Lucas 12:16-21
Nós fomos criados por Deus com corpo, alma e espírito (II Tes 5:23). Portanto, somos seres espirituais, temos uma alma e habitamos num corpo. O nosso espírito um dia se apresentará diante de Deus. O nosso corpo voltará ao pó de onde foi formado (Gen 3:19/ Ecles 12:7). E a nossa alma manterá todos os registros das nossas experiências, atingindo o nosso espírito e exercendo domínio sobre o nosso corpo.
O que a sua alma mais deseja? Seria um carro novo, uma casa, um bom emprego, muito dinheiro? Seria uma viagem pelo mundo, umas férias nas ilhas gregas, um longo descanso num hotel 5 estrelas? Não existe nada de mal nisso, a questão está em se concentrar só nisso e esquecer das coisas espirituais.

I – A NOSSA ALMA DESEJA RIQUEZAS MATERIAIS
O homem dessa parábola contada por Jesus, mantem um diálogo com a sua alma e após uma supersafra, onde conseguiu ampliar o seu patrimônio, ele planeja trabalhar ainda mais construindo maiores celeiros e aí diz à sua alma: “alma, tens em depósito muitos bens…”! Isso demonstra a realidade do homem dos nossos dias, um homem dominado pelas riquezas e bens materiais.
O deus da riqueza é um demônio chamado “Mamon” (Mat 6:24). Esse demônio escraviza as suas vítimas, ricos ou pobres, que passam a viver em função do trabalho, do ganhar mais, mesmo que para isso tenham que sacrificar sua família, saúde, vida, alma etc. Vivem sem tempo até para Deus. Decida hoje se libertar desse espírito maligno! Deus sabe que precisamos de “todas essas coisas” (Mat 6:31-33). Confie em Deus, decida servi-Lo, entregue a sua vida a Jesus e você será verdadeiramente feliz!

II – A NOSSA ALMA DESEJA DESCANSO E LAZER
“Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos, descansa…” (Luc 12:19). A humanidade sempre procurou “pão e circo”, descanso e lazer. Gostamos de sombra e água fresca, de ficarmos “deitado eternamente em berço esplêndido”. Temos facilidade em buscar descanso e lazer, mas muitas vezes não temos tanta disposição em estudar para concursos, em trabalhar, em nos disciplinar para as atividades espirituais etc. A nossa alma, quando não nos escraviza no trabalho, nos empurra para o lazer e o descanso em exagero.
Muitos levam a vida só para trabalhar e quando muito, descansar e nunca tem tempo para Deus. Você vive assim? A sua alma só exige de você trabalho e descanso? Lembre-se de que você é um ser espiritual e que um dia você se encontrará com Deus. Decida se encontrar com Jesus agora e seja salvo!

III – A NOSSA ALMA DESEJA PRAZERES CARNAIS
deseja desesperadamente experimentar os prazeres carnais os mais variados. E se não frearmos a nossa alma, ela se envolverá com todo tipo de prazer, inclusive prazeres pecaminosos. Jesus nos contou a “Parábola do Filho Pródigo”, onde nos mostra a alma do filho pródigo lutando pela sua liberdade para poder se entregar aos prazeres carnais (Lucas 15:11-17).
Comer, beber, regalar-se, festejar é do que a nossa alma mais gosta. E muitos se entregam a esses desejos da alma, comprometendo muitas vezes a sua saúde, seu testemunho, sua moral, envolvendo-se em prostituição, uso de drogas etc e sofre as terríveis conseqüências. Isso é uma verdadeira loucura. E se você tem caído nesse engano e loucura, saiba que ainda há tempo para mudar e ser feliz. Entregue-se a Jesus, pois só Ele pode te libertar, te perdoar e te salvar!

CONCLUSÃO: Viver atendendo aos caprichos e desejos da alma é uma verdadeira loucura (Lucas 12:20-21). Decida agora entregar a sua vida, os seus desejos e vontades, a sua alma, corpo e espírito para Jesus e você será verdadeiramente feliz e terá vida em abundância, vida eterna (João 10:10)!

Posted in Artigos, ARTIGOS E REFLEXÕES | Leave a Comment »

Duas portas e dois caminhos.

Posted by André Rodrigues em 28/01/2011


Duas portas e dois caminhos

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz à vida, e poucos são os que a encontram.” Mateus 7:13-14.

Introdução

Ensino de Jesus sobre os que andam pelo caminho que favorecem a si mesmos, o caminho da comodidade e os poucos que aceitam a verdade em busca de segurança eterna, sem se importar com o preço.Não há três caminhos, ou três tipos de pessoas, a Bíblia só reconhece dois caminhos e dois tipos de pessoas (com Cristo e sem Cristo, céu e inferno).

Duas portas e dois caminhos

1) Porta Larga: Refere-se ao estilo de viver sem controle, desregrado, sem princípios,  sem valores  e pecaminoso. Este é o caminho que conduz ao inferno – o nome da porta é EGOÍSMO.
Caminho Largo:
Comodidade e o conforto do mundo. Bastante espaço para o pecador e seus pecados. Tem uma aparência florida.

O Caminho espaçoso leva a destruição, desperdício, perda de tudo que é valioso para a existência. Destruição significa: limitação apertada, confinamento, prisão até que tudo seja destruído por meio de tensão esmagadora.

Em Gálatas 5:19 As obras da carne são manifestas: imoralidade pecados da área sexual relacionamento sexual entre solteiros,  pratica sexual ilícita, relacionamentos fora do leito do matrimonio adultério, prostituição, impureza, orgias swing, lascívia indivíduo sensual libidinoso desregrado toda conversa e maldade toda conversa envolve sexo qualquer brincadeira e de safadeza vive com a mente perturbada  conduta sexual desregrada sadomasoquismo vive em função da sexualidade, libertinagem tudo aquilo que contamina o espírito a alma e o corpo, idolatria de imagens objetos cristais time de futebol filho carro tudo que ocupa o lugar de Deus, descriminação racial social física, homicídio provocar a morte, feitiçaria, ódio, discórdia, ciúmes, iras, egoísmo, soberba pretensão de superioridade sobre as demais pessoas, facções divisões, hedonismo busca egoísta dos prazes materiais, inimizades, invejas o desejo de ser ou de ter em relação ao outro, vícios droga cigarro embriaguez,  gula, e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti: Aqueles que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.

2) Porta Estreita: Refere-se ao estilo de vida rigorosamente com disciplina na verdade e no caminho de Deus conforme seu filho Jesus veio nos ensinar aqui na Terra. Este é o caminho da Salvação para vida eterna ao lado do nosso Deus.

Caminho Estreito: Não oferece espaço suficiente para passarmos com todo nosso volume de imoralidades. Ele é estreito, mas à medida que começamos a trilhar este caminho, ele se alarga, expande, dilata-se, adquire paisagens, prosperidades e glória – Jesus é o único caminho para a salvação porque Ele é o Único que pode pagar o preço pelos nossos pecados. Deixe de fazer sua vontade e comece a fazer a vontade de Deus.

A porta e estreita e o caminho é apertado e estilo difícil entrar e difícil viver porque você tem que renunciar os pecados, aceitar a rejeição, lugares, status glamour social e todas as tentações que o mundo tem para oferecer que não são de Deus. Valores do caminho estreito – Arrependimento dos pecados e aceitar Jesus como seu único Salvador e Senhor.

O caminho estreito leva a uma vida plena sem pecados, tristeza e sem dor a vida eterna ao lado de Deus.

Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida, NINGUÉM vem ao Pai (DEUS), a não ser pelo Filho (JESUS).

Conclusão

O Pai nos dá duas opções e nos aconselha a escolher o caminho da vida.

Já escolheu o seu caminho?
A resposta é sua, creio que você tem apenas duas opções: SIM/NÃO.

Entrar pelas portas é uma questão de consciência, liberdade e escolha, – A trajetória da sua vida passa a ser moldada pela escolha. Não é o destino que determina o seu futuro, e sim a sua escolha.

Posted in Artigos, ARTIGOS E REFLEXÕES | 1 Comment »

Se meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me acolherá. Salmo 27:10

Posted by André Rodrigues em 13/01/2011


Assim, enquanto você estiver neste mundo, as dificuldades estarão ao longo do caminho, como cobras traiçoeiras dispostas a envenenar a tua vida. Talvez no momento desta leitura tua vida esteja no meio de um episódio difícil de enfrentar. Teu dia esteja sombrio. O sol esteja escondido. A felicidade pareça impossível. Você se encontra sozinho e triste. Teu céu está escuro. Não há uma única estrela em sua noite. O vento gelado dos desafios sopra impiedosamente e sentes que não tens força para resistir.Então, me permita lembrá-lo o que diz o versículo bíblico:“Se meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me acolherá.” Salmo 27:10 

 

Você sabe o que Deus quer dizer? Ele te acolherá! Juntará os pedaços em que tua vida se transformou por causa da dor e te reconstruirá. Quando você sentir que está tudo acabado, Ele fará tudo de novo, começando do zero. Portanto, confia em Jesus! Lembre-se que a noite só dura 12 horas. Depois, vem o dia e esse dia está muito mais próximo do que você imagina. Que Deus te proporcione hoje um dia de vitória!

Posted in Artigos | 3 Comments »

Reflexão

Posted by André Rodrigues em 05/01/2011


Quando DEUS te pedi alguma coisa não e porque ele quer tirar algo de você. Quando DEUS te pedi alguma coisa e porque ele quer te abençoar. Quando DEUS diz filho não beba bebida alcoólica, não fume cigarro, não minta, seja honesto, não fale palavrão, não toque nesta comida e não desrespeite as pessoas. Deus não quer tirar o gostinho da vida não quer que você viva uma vida chata muito pelo contrario Ele quer que você viva feliz que tenha uma vida saudável e disciplinada nos ensinamentos de Jesus com objetivo de ver você viver por muito tempo para ver seus filhos e netos crescerem e que você esteja sempre em paz com seu coração. A saúde do seu corpo tem que viver muito com a saúde da mente e do coração e tem que viver principalmente com a saúde espiritual. Não encare os ensinamentos e conselhos de Jesus como um fardo, encare os como uma benção e siga os planos de DEUS para sua vida e nunca se esqueça cuide muito bem da sua saúde física, emocional, mental e espiritual. Desejo de coração que você esteja sempre fortalecido na fé e seja muito muito feliz.

Posted in Artigos, ARTIGOS E REFLEXÕES | Leave a Comment »

Mar do Esquecimento.

Posted by André Rodrigues em 03/01/2011


“Qual livro da Bíblia fala sobre mar do esquecimento”, “onde está o versículo que diz que Deus lança nossos pecados no mar do esquecimento”, “mar do esquecimento está na Bíblia?”, entre outras coisas semelhantes.

Curioso imaginar que tanta gente faça esse tipo de pesquisa. Talvez alguém tenha lhe dito: “ih, mar do esquecimento nem está na Bíblia”, na intenção de mostrar que a pessoa está sendo ludibriada, ou ela mesma quer provar aos cristãos que eles inventam coisas, ou quem sabe seja alguém genuinamente preocupado em saber se seus pecados serão realmente lançados no mar do esquecimento, pois quer ser perdoado por Deus.

Em todo caso, achei que seria pertinente escrever sobre isso aqui, para que, seja qual for a intenção da busca, quem chegar aqui encontre uma resposta a respeito do tal “mar do esquecimento”.

Costumamos dizer que Deus lança nossos pecados no mar do esquecimento, e deles não se lembra mais, quando realmente nos arrependemos de nossos erros e pedimos a Ele perdão sincero. Isso é verdade. Mas se você busca o termo completo “mar do esquecimento” na Bíblia, o encontra? Vou explicar a origem desse termo.

Em Miquéias 7:18,19 diz: “Quem, oh Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniquidade e te esqueces da transgressão do restante da tua herança? O Senhor não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia. Tornará a ter compaixão de nós; pisará aos pés as nossas iniquiadades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar.”

Esta passagem maravilhosa fala a respeito do caráter misericordioso de Deus. Mesmo no Antigo Testamento, antes do tempo da Graça, Deus não era o ser cruel e implacável que muita gente até hoje acredita que Ele é (essas pessoas, obviamente, não o conhecem). Quando diante do verdaeiro arrependimento, Ele não pensa duas vezes antes de perdoar a iniquidade e esquecer da transgressão do Seu povo. Volta a ter compaixão de nós e lança nossos pecados nas profundezas do mar.

Em Isaías 43:25 o próprio Deus diz: “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro

Não me lembro de ter lido o termo exato “mar do esquecimento”, mas como a pessagem de Miquéias diz que Deus esquece de nossas transgressões e lança todos os nossos pecados nas “profundezas do mar”, Isaías diz que Ele não se lembra de nossos pecados, e já sabendo que Deus não tem nenhum problema crônico de memória, e sabendo também que nenhuma expedição submarina encontrou toneladas de pecados incrustados de corais no fundo do mar, entendemos, de uma forma até mesmo bem poética, que este é o “mar do esquecimento”.

Deus, que não se esquece de nada, pois é perfeito (e não, não tem problemas de memória), se permite não lembrar, ignorar, todos os nossos pecados, nos dando a chance de, diante dEle, começar de novo. O “mar do esquecimento” é, então, figura do grande perdão de Deus. Quando você lança algo nas pofundezas do mar, teoricamente aquilo nunca mais será encontrado (não entremos na discussão sobre as expedições submarinas existentes hoje. Quem, em sã consciência, sairia em busca de pecados submersos??? Só se procura algo que tenha valor. Se você jogar uma coisa insignificante no fundo do oceano – acredite – ninguém irá ver, nem procurar), nem visto.

Quando pensamos em “perdoar”, geralmente não temos em mente essa idéia de desaparecer com aquela iniquidade. Perdoamos nossos irmãos, mas sempre podemos visualizar o que nos fizeram. O perdão, humanamente falando, não costuma estar atrelado ao esquecimento. Mas o perdão divino inclui o desaparecimento daquela iniquidade. Deus a lança em um lugar de onde ela nunca mais voltará e no qual ela não poderá mais ser vista por Ele. Por isso o reforço nesta idéia de esquecimento, dizendo que Ele lança nossos pecados nas profundezas do mar.

Não me interessa saber se o mar do esquecimento existe ou não, não faz a menor diferença, pois de qualquer maneira o Mar do Esquecimento é uma metáfora que me faz ver o quanto Deus é maravilhoso, a ponto de escolher não se lembrar dos meus erros, quando eu realmente me arrependo e peço perdão a Ele, decidindo nunca mais cometer aquele pecado.

E se Deus é tão misericordioso a ponto de escolher se esquecer de meus pecados, quem sou eu para ficar me torturando ao me lembrar deles, dando ouvidos ao diabo, que é o acusador? E também se Deus, o Criador, o único Santo e puro, que é o principal ofendido pelos pecados dos homens, escolhe não se lembrar mais do erro de alguém, quem sou eu para apontar o dedo e julgar uma pessoa por atos que ela cometeu no passado, e dos quais já se arrependeu? Sou eu maior do que Deus?

Além de mostrar a grandeza de Deus e o caráter perdoador do nosso Senhor, essas passagens deixam claro que o homem deve ser grato por essa misericórdia e recolher-se à sua insignificância, deixando essa mania arrogante de querer se apegar às picuinhas para tentar provar que está certo e que Deus veja só está errado.

Posted in Artigos | 8 Comments »

Onde você coloca seu sal?

Posted by André Rodrigues em 05/12/2010


O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo de água e bebesse

-“Qual é o gosto?” – perguntou o Mestre.-“Ruim” – disse o aprendiz. 

O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago.

Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago. Então o velho disse:

-“Beba um pouco dessa água”.

Enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou:

-“Qual é o gosto?”

-“Bom!” – disse o rapaz.

-“Você sente o gosto do sal?” – perguntou o Mestre.

-“Não!” – disse o jovem.

O Mestre então sentou ao lado do jovem, segurou suas mãos e disse:

-“A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor,
a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você
tem do que ao que você perdeu. Em outras palavras: É deixar de Ser um copo, para tornar-se um Lago.”

“Entender a vontade de Deus nem sempre é fácil, acreditar que Ele está no controle e tem propósitos para sua vida faz a caminhada valer à pena.”

Posted in Artigos, ARTIGOS E REFLEXÕES | 2 Comments »

A Parábola do Semeador.

Posted by André Rodrigues em 22/10/2010


Jesus disse que há 4 tipos de terrenos onde se semeia a sua Palavra.

São eles: à beira do caminho; solo rochoso; entre espinhos; solo fértil (terra boa).

Certo homem saiu para semear. Quando estava espalhando as sementes, algumas caíram na beira do caminho, e as aves comeram tudo. Outra parte das sementes caiu em terreno aonde havia muitas pedras e pouca terra. As sementes brotaram logo porque a terra não era profunda. Mas quando o sol apareceu, as plantas se queimaram, e elas secaram porque não tinham raízes. Outras sementes caíram entre espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas. Mas as sementes que caíram em terra fértil, deu boa colheita, produziram na base de cem, de sessenta e de trinta grãos por um. E Jesus terminou, dizendo: “Se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam”. Mt 13.1-9

O próprio Jesus explicou para seus discípulos o que significa esta parábola porque aos que crêem na sua Palavra é dado entendimento aos mistérios do Reino de Deus.

Vejamos então o que explicou Jesus em Mt 13.18-23:

Então escutem e aprendam o que a parábola do semeador quer dizer. Aqueles que ouvem a mensagem do Reino, mas não a entendem, são como as sementes que foram semeadas na beira do caminho. O Maligno vem e tira o que foi semeado em seu coração. Ficar à beira do caminho é ouvir a Palavra de Deus e não buscar o entendimento dela por falta de interesse. (Mt 7.7-11 / 2Co 4.4-4)

As sementes que foram semeadas onde havia muitas pedras são os que ouvem a mensagem e a aceitam logo com alegria, mas duram pouco porque não têm raiz. Quando surge alguma tribulação, sofrimento ou perseguição por causa da mensagem, logo abandona a sua fé. Ficar em meio às pedras é ouvir e aceitar a verdade do evangelho, mas fechar o coração e não aceitar a mudança de vida gerada pelos ensinamentos de Jesus Cristo. (1Jo 2.15-19 / Ef 4.17-19)

Outros são parecidos com as sementes que foram semeadas no meio dos espinhos. Eles ouvem a mensagem, mas quando aparecem as preocupações deste mundo e a ilusão das riquezas, elas sufocam a mensagem, e eles não produzem frutos. Ficar no meio dos espinhos e ouvir a Palavra de Deus e depois desistir dela por preferir as práticas de pecado que até então se praticava. (2Pe 2.20-22)

E as sementes que foram semeadas em terra boa são aqueles que ouvem, e entendem a mensagem, e produzem uma grande colheita: uns, cem; outros, sessenta; e ainda outros, trinta vezes mais do que foi semeado. Ficar na Terra Boa é se firmar e permanecer na Palavra de Deus, passar a viver e colocar em prática no seu dia a dia todos os seus ensinamentos à medida que os aprendemos. (Jo 8.31,32 / 15.7-10)

Posted in Artigos | 1 Comment »

Este é o tempo da poda.

Posted by André Rodrigues em 20/10/2010


O processo da poda deve ser doloroso para as árvores. Nesse período precisam ser cortadas para que dêem frutos ou mais frutos. Seus galhos são cortados, de maneira que brote o rebento. O rebento é aquela folhinha que aparece após as primeiras chuvas.

Por isso que a esperança da árvore se renova a cada primavera. Mas árvore, não tem a opção de ser ou não podada, depende de quem está zelando. Para ela voltar a produzir bastante terá que aceitar o caminho do corte dos galhos secos para que volte a renovar suas forças.

A vida do cristão precisa ser podada pelo Senhor. Precisamos cortar os galhos secos que estão empacados dentro de cada um nós para que demos mais frutos. Este procedimento é doloroso, envolve o procedimento do tirar até com certa força para que os galhos podres que estão interiorizados possam sair.

Para que sejamos renovados, transformados, precisamos quebrar os galhos que estão ligados com os “deuses” deste mundo. As influências sutis e enganosas que estão aos nossos olhos. Por isso o inverno nos apresenta um tempo em que a beleza espiritual surgirá à medida que passemos pelo moinho do renovo e do rebento que surgirá.

Amigo (a) está disposto a ser renovado, revigorado pelo Senhor. O tempo é agora, deixe o Senhor te podar, aceite sua restauração e renovação. O Senhor o ama, Ele sempre fará o melhor por ti.

Posted in Artigos | Leave a Comment »